Somos uma sociedade iludida?

Somos influenciados pela propagação da valorização da aparência perfeita, seja através da produção nos estúdios por lentes corretivas e photoshop* (1), seja por meio do forte apelo de marketing para a perfeição estética, sem nos importarmos com sacrifícios, incentivados pelo vale tudo para nos mantermos belos e jovens.

Influenciadores digitais, seguidos como os novos gurus que ditam o que é a “real beleza” e fashion* (2), vendem padrões e conceitos massivos de beleza que rapidamente se tornam o sonho de consumo dos internautas cada vez mais deslumbrados por soluções imediatas e milagrosas.

Aumentam os casos de adolescentes que não satisfeitas com seu biotipo, desenvolvem doenças emocionais como anorexia e bulimia que, na maioria das vezes, causam colapsos irreversíveis em seu psiquismo e até morte. O mesmo raciocínio ocorre nos casos de doping* (3) em que atletas, com o apoio e a cumplicidade de seus técnicos na busca por novos recordes, trapaceiam com o uso de medicamentos considerados drogas ilícitas e nocivas ao organismo e que acentuam o desempenho do atleta, a fim de obterem o título de modo desonesto e antiético.

Há quase 70 anos, as telenovelas fazem parte da vida familiar dos brasileiros como um dos “programas de lazer” mais apreciados. Histórias que tratam de modo “normal” maus hábitos, legitimando, por exemplo, a falta de gentiliza, a maldade e a obsessão pelo poder e por consumo.

Com o contato diário, vamos criando familiaridade e aprendendo a reproduzir comportamentos, adotar novos hábitos, mudar nosso estilo de vestuário, imagem e linguagem e, aos poucos, vamos substituindo nossos valores por outros, questionáveis sob o ponto de vista moral e de qualidade de vida.

Entre uma novela e outra, nossos telejornais disparam informações que mostram o caos da sociedade, desprezando as boas notícias, como se não existissem. Quantos de nós nos sentimos desanimados a partir do amontoado de notícias ruins despejadas sobre nós várias vezes por dia?

Notícias tendenciosas e contaminadas por interesses políticos e econômicos que prejudicam a nossa paz. Vale ressaltar que temos bons exemplos de profissionais de mídias idôneas que cumprem seu papel de mediadores e formadores de opinião, mas é preciso intensificar o debate sobre estas questões que determinam a saúde e o futuro do país.

1 Photoshop: aplicativo de imagens e edição de fotos corrigidas.
2 Fashion: conforme com a moda prevalecente, com aquilo que se considera elegante, de bom gosto, moderno.
3 Doping: substância química que se ministra ilicitamente a um atleta a fim de alterar o seu condicionamento físico aumentando sua resistência e seu desempenho muscular.

©2019 Adriana Jesus - Elevenmind

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?